Wednesday, July 17, 2013

Maven e Jetty uma excelente combinação p/ desenv web

Minhas experiências no desenvolvimento de projetos web com Maven e Jetty, até agora, foram positivas. Essa combinação é eficiente e produtiva, favorece o fluxo de trabalho codifica + compila + executa + testa.

Trabalhar com o Jetty, em um projeto gerenciado pelo Maven, é algo bem simples. Basta configurar o pom.xml com o plugin jetty-maven-plugin. O trecho a seguir é um exemplo de como habilitar o plugin no projeto:

<project xmlns="http://maven.apache.org/POM/4.0.0" 
   xmlns:xsi="http://www.w3.org/2001/XMLSchema-instance" 
   xsi:schemaLocation="http://maven.apache.org/POM/4.0.0 http://maven.apache.org/xsd/maven-4.0.0.xsd">

  ...

  <build>
    <plugins>
      <plugin>
        <groupId>org.mortbay.jetty</groupId>
        <artifactId>jetty-maven-plugin</artifactId>
        <version>8.1.11.v20130520</version>
      </plugin>
    </plugins>
  </build>

</project>

Após configurar o Maven, existem várias formas para trabalhar com o Jetty. Um dos goals mais interessantes é o jetty:run, com ele o Maven roda o projeto sem gerar o war, ou seja, os fontes são implantados "diretamente" no Jetty:
mvn jetty:run

Depois dessa instrução o Jetty é inicializado (por default na porta 8080) e os fontes do projeto são implantados, acessível pela url http://localhost:8080/. É possível encerrar a execução do Jetty com ctrl-c na console, ou em alguma outra aba acionar o goal jetty:stop, veja:
mvn jetty:stop

Essa estratégia é interessante para produtividade durante o desenvolvimento, caso alguma classe seja modificada o plugin do Jetty implanta a mudança, realiza o hot deploy.

Outra alternativa é executar o Jetty e realizar o deploy do war, após a geração do pacote pelo Maven.
mvn jetty:run-war

Essa abordagem faz sentido quando não é necessário realizar hot deploy de mudanças após o deploy no Jetty.

O plugin suporta diversas configurações, como por exemplo a porta de execução do Jetty e tempo para verificar fontes (hot deploy). Veja um exemplo do plugin com configurações complementares:
...
  <plugin>
    <groupId>org.mortbay.jetty</groupId>
    <artifactId>jetty-maven-plugin</artifactId>
    <version>8.1.11.v20130520</version>
    <configuration>
      <scanIntervalSeconds>10</scanIntervalSeconds>
      <webApp>
        <!-- Contexto da aplicação -->
        <contextPath>/${project.artifactId}</contextPath>
      </webApp>
      <connectors>
        <connector implementation="org.eclipse.jetty.server.nio.SelectChannelConnector">
          <!-- Porta do Jetty -->
          <port>8000</port>
          <maxIdleTime>60000</maxIdleTime>
        </connector>
      </connectors>
    </configuration>
  </plugin>
...

De acordo com a configuração do plugin acima, o Jetty vai rodar na porta 8000 utilizando o nome do artefato como contexto web, sendo que cada conexão com container (Socket) tem um timeout de 60 segundos. Além disso o plugin verifica modificações no código a cada 10 segundos, para realizar o hot deploy.

Compartilhei um projeto Java web no github, que demonstra como funciona a integração do Maven com o Jetty. Saiba mais detalhes sobre o jetty-maven-plugin, na página do plugin.

http://twitter.com/edermag
http://www.yaw.com.br

1 comment:

Blogger said...

Ever wanted to get free YouTube Views?
Did you know you can get them AUTOMATICALLY AND ABSOLUTELY FOR FREE by using Like 4 Like?